A menina de 11 anos que fez o próprio braço-biônico-chifre-de-unicórnio-lilás-atirador-de-purpurina!

Boa tarde, NERDs!

Carnaval chegando, o esquenta já começou faz tempo e… Já pensaram na fantasia?? Ainda não? Então se liguem nesse acessório mais que necessário para pular por aí: Um braço mecânico em formato de chifre de unicórnio, lilás, que atira glitter!! Vamos sair na folia pelos blocos, cantando marchinha e atirando purpurina em todo mundo para marcar a Ditadura do Unicórnio! (ok, parei. voltando para o que interessa…)

Melhor de tudo, a menina que inventou esse braço tem apenas 11 anos!! E é uma fofurisse de pessoinha. O braço biônico, na verdade, é uma prótese que a menina projetou e confeccionou em uma impressora 3D. Olha só a ironia: fez isso, literalmente, com uma mão só.

Jordan com seu braço-biônico-chifre-de-unicórnio-lilás-atirador-de-purpurina

 

Jordan Reeves nasceu sem o antebraço esquerdo. Seu braço esquerdo se formou até o cotovelo apenas. Uma pequena diferença anatômica que a fez abrir a mente para um mundo de possibilidades.  A garota é adepta da frase: “Você pode fazer o que quiser”.Ela tenta passar uma mensagem para quem tenha alguma deficiência, em menor ou maior grau, isso não importa. Ela mostra um caminho para quem vive adversidades, dizendo que é plenamente possível produzir como qualquer outro ser humano. Mostra que diferenças acabam se tornando oportunidades, bastando enxergar além.

A menina é uma inovadora. Acabou ganhando fama por sua hiperatividade, na real. Pois acumula atividades e bem vivencia todas. Enquanto criação, parabéns ao pais, que viram o quanto de energia a garota têm e estão guiando bem os passos dela.

Jordan é uma atleta mirim, praticante do Cross Fit. Ela também é escoteira e musicista. E nas horas vagas fica projetando braços mecânicos para ela e para outras crianças com essas diferenças. Ela projeta adaptações e advoga pela causa.

Jordan Reeves e Mark Cuban

A menina, na semana passada, foi para quele programa de TV, o Shark Tank – que é um programa que recebe empreendedores, que apresentam suas ideias de negócio e são avaliados para receberem investimento, ou não. Mark Cuban, um dos apresentadores, disse que Jordan Reeves era uma heroína. A mãe da menina, Jen Reeves, em contrapartida, fez uma declaração bem mais bacana:

Ela é uma força a ser reconhecida, com um ou dois braços. Isso não importa.

E claro, como toda criança, Jordan tem seu personagem favorito da Disney, o Nemo. Ela já se fantasiou de Nemo uma vez, ela disse:

Teve uma vez que me vesti de Nemo. Era uma fantasia de peixe palhaço, mesmo. E olha aqui minha nadadeira da sorte!

Jordan, Nemo e suas nadadeiras da sorte.

Ownt! Muito fofa! Olha a história da importância da representatividade, aí. Você se ver em um personagem que admira, que tem como exemplo. Isso fortalece a auto estima, a confiança. É disso que precisamos. A gente têm a necessidade de se sentir acolhido em nosso grupo. Em sermos aceitos. Enquanto humanos e cooperando com o bando. De toda a maneira que pudermos. Em pról do nosso bando.

E é isso aí, deixamos então uma bela dica de fantasia carnavalesca para espalharem alegria e cor nesse feriadão! Curtiram, NERDs? E quais os planos para o feriado? Ficar de boas ou cair na farra? Saudade, pessoas… Comentem!

Yu
Yu